Turismo Acessível: um desafio de todos

A inclusão das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida no turismo é um desafio que tem de estar presente em toda a cadeia turística nacional. A afirmação é do presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, que esteve acompanhado do ministro interino de Turismo, Alberto Alves, em coletiva com a imprensa nacional e internacional realizada na manhã desta quinta-feira (08), no Rio Media Center, na capital fluminense.

Vinicius Lummertz destacou que o Brasil é uma potência paralímpica e quer ser campeão também no Turismo Acessível. “Enxergamos os Jogos Paralímpicos do Rio como um palco importante para discutir questões como inclusão social e acessibilidade. Todos os visitantes brasileiros e estrangeiros devem poder desfrutar de forma adequada dos nossos atrativos e destinos”, disse o presidente da Embratur.

“Sabemos que o Brasil ainda tem muito a avançar nessa área. O desafio é gigante, do tamanho do nosso País”, registrou o ministro Alves. A Pasta atua em três vertentes: com a sensibilização da cadeia, informação para a pessoa com deficiência, como o Guia do Turismo Acessível, disponível nos idiomas português, inglês e espanhol, e a melhoria da infraestrutura, conforme detalhou a diretora Isabel Barnasque.

O presidente da Embratur defendeu ainda que a acessibilidade deve estar presente em toda a cadeira turística brasileira. “Esperamos que com a mobilização da Paralimpíada, surja uma nova percepção da população e dos tomadores de decisões no Brasil. Governo e empresariado devem agir juntos para atender às demandas desse público e oferecer atendimento com qualidade e eficiência”, completou Lummertz.

Após mencionar movimentação da hotelaria e outros segmentos nesse sentido, Lummertz apresentou o Programa Turismo Internacional Sem Limites, criado pelo Instituto em 2011 que viabiliza ações de promoção com foco na acessibilidade, como a participação na feira Gitando.all, dedicada a pessoas com necessidades especiais.

O Turismo Acessível também recebeu destaque nos estandes da Embratur nas feiras internacionais WTM/Londres, FITUR/Espanha e ITB/Alemanha. Outro eixo que traz resultados positivos para a imagem do País no exterior é a realização de Press Trips com jornalistas estrangeiros para mostrar destinos turísticos brasileiros adaptados a pessoas com deficiência, tais como: Fernando de Noronha/PE e Socorro/SP.

O secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sérgio, lembrou que o Rio avançou muito no quesito acessibilidade, mas é preciso ir além: “A Paralimpíada traz a responsabilidade de criarmos e melhorarmos os acessos às pessoas com deficiência. A Embratur e o MTUR estão na direção correta para oferecer condições de turismo a todos”. Entre as demais autoridades presentes no evento, estava o diretor de Gestão Interna do Instituto, Tufi Michreff Neto.

Embratur na Paralimpíada

Como Apoiadora Oficial dos Jogos Paralímpicos, a Embratur realiza um conjunto de ações durante o mundial, visando disponibilizar, por meio de cartilha impressa e online (no portal Visit Brasil), informações sobre acessibilidade de empreendimentos e atrativos turísticos do Brasil, além de apoiar o posicionamento e comercialização de destinos e produtos turísticos acessíveis, no âmbito internacional.

A Marca Brasil, que representa a promoção do País no exterior, também receberá ampla exposição, com impacto em mais 1,8 bilhões de pessoas em todo o mundo, segundo estimativa do COI. A campanha promocional da Embratur, que mostra um País aberto para o turista estrangeiro, será veiculada no intervalo e encerramento das competições Paralímpicas de Atletismo e Natação.

Fonte: Ascom Embratur

Salomão, ANeto
Colunista
Passagens 468x60

Veja Também

Comente sua avaliação

Passagens 468x60
Salomão, ANeto

Salomão, ANeto

Como “traveller” quero compartilhar, através desta coluna, meu estilo de vida, minhas viagens, experiências gastronômicas e conhecimentos culturais, sigam-me os bons!