Turismo Acessível: um desafio de todos

A inclusão das pessoas com deficiência e mobilidade reduzida no turismo é um desafio que tem de estar presente em toda a cadeia turística nacional. A afirmação é do presidente da Embratur (Instituto Brasileiro de Turismo), Vinicius Lummertz, que esteve acompanhado do ministro interino de Turismo, Alberto Alves, em coletiva com a imprensa nacional e internacional realizada na manhã desta quinta-feira (08), no Rio Media Center, na capital fluminense.

Vinicius Lummertz destacou que o Brasil é uma potência paralímpica e quer ser campeão também no Turismo Acessível. “Enxergamos os Jogos Paralímpicos do Rio como um palco importante para discutir questões como inclusão social e acessibilidade. Todos os visitantes brasileiros e estrangeiros devem poder desfrutar de forma adequada dos nossos atrativos e destinos”, disse o presidente da Embratur.

“Sabemos que o Brasil ainda tem muito a avançar nessa área. O desafio é gigante, do tamanho do nosso País”, registrou o ministro Alves. A Pasta atua em três vertentes: com a sensibilização da cadeia, informação para a pessoa com deficiência, como o Guia do Turismo Acessível, disponível nos idiomas português, inglês e espanhol, e a melhoria da infraestrutura, conforme detalhou a diretora Isabel Barnasque.

O presidente da Embratur defendeu ainda que a acessibilidade deve estar presente em toda a cadeira turística brasileira. “Esperamos que com a mobilização da Paralimpíada, surja uma nova percepção da população e dos tomadores de decisões no Brasil. Governo e empresariado devem agir juntos para atender às demandas desse público e oferecer atendimento com qualidade e eficiência”, completou Lummertz.

Após mencionar movimentação da hotelaria e outros segmentos nesse sentido, Lummertz apresentou o Programa Turismo Internacional Sem Limites, criado pelo Instituto em 2011 que viabiliza ações de promoção com foco na acessibilidade, como a participação na feira Gitando.all, dedicada a pessoas com necessidades especiais.

O Turismo Acessível também recebeu destaque nos estandes da Embratur nas feiras internacionais WTM/Londres, FITUR/Espanha e ITB/Alemanha. Outro eixo que traz resultados positivos para a imagem do País no exterior é a realização de Press Trips com jornalistas estrangeiros para mostrar destinos turísticos brasileiros adaptados a pessoas com deficiência, tais como: Fernando de Noronha/PE e Socorro/SP.

O secretário de Estado de Turismo do Rio de Janeiro, Nilo Sérgio, lembrou que o Rio avançou muito no quesito acessibilidade, mas é preciso ir além: “A Paralimpíada traz a responsabilidade de criarmos e melhorarmos os acessos às pessoas com deficiência. A Embratur e o MTUR estão na direção correta para oferecer condições de turismo a todos”. Entre as demais autoridades presentes no evento, estava o diretor de Gestão Interna do Instituto, Tufi Michreff Neto.

Embratur na Paralimpíada

Como Apoiadora Oficial dos Jogos Paralímpicos, a Embratur realiza um conjunto de ações durante o mundial, visando disponibilizar, por meio de cartilha impressa e online (no portal Visit Brasil), informações sobre acessibilidade de empreendimentos e atrativos turísticos do Brasil, além de apoiar o posicionamento e comercialização de destinos e produtos turísticos acessíveis, no âmbito internacional.

A Marca Brasil, que representa a promoção do País no exterior, também receberá ampla exposição, com impacto em mais 1,8 bilhões de pessoas em todo o mundo, segundo estimativa do COI. A campanha promocional da Embratur, que mostra um País aberto para o turista estrangeiro, será veiculada no intervalo e encerramento das competições Paralímpicas de Atletismo e Natação.

Fonte: Ascom Embratur

Salomão, ANeto
Colunista

Veja Também

Comente sua avaliação

Salomão, ANeto

Salomão, ANeto

Através das minhas viagens compartilho comportamentos, inspiro sonhos e passo dicas para você viajar com mais segurança e ser recebido pelos melhores. Sigam-me os bons, só os bons! #ViajandoComSalomaoAneto